Todas as Notícias - Regras de emplacamento passam a valer

Regras de emplacamento passam a valer
A partir de abril, novas regras serão adotadas para o motorista. Todo emplacamento de veículo zero quilômetro ou troca de domicílio, precisarão de placas cobertas com película refletiva. A determinação do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) passa a vigorar a partir do dia 1º de abril.

O despachante Edio Nei Dolzan explica que a medida do Contran é válida para amenizar problemas de insegurança. “Em lugares mais escuros, o refletivo ajudará na sinalização do automóvel. Assim como facilitará a visibilidade da Polícia na hora da fiscalização”, enfatiza.

 Ele esclarece que veículos emplacados até o dia 31 de março não precisam mudar a placa para a refletiva, assim como quem irá renovar o licenciamento.

Em Jaraguá, a nova medida irá aquecer o mercado de placas. A média de transferência de domicílio na cidade chega a mil por mês. 

Essa nova regra também quer dizer que, a partir de abril, o consumidor irá pagar um pouco mais caro pelo serviço. O par de placas de alumínio refletivas para automóveis (carros, caminhões e camionetes) custam R$ 115. Placa refletiva para motos custa R$ 65 (preço tabelado). 

Motos terão placas maiores 

As placas refletivas não são a única novidade deste ano. A partir de 1º de abril, todas as motos emplacadas deverão ter placas maiores do que as antigas. O despachante Edio Nei Dolzan informa que o novo tipo de sinalização passa a ter 170 mm de altura e 200 mm de comprimento. Atualmente, as placas para motos são de 136 mm de altura e 187 mm de comprimento. A justificativa do Contran também seria maior visibilidade e segurança dos motociclistas. Os caracteres também devem ser aumentados, passando de 42mm para 53mm de altura.