Todas as Notícias - Interpol divulga balanço da maior operação de combate ao roubo e furto de veículos já realizada na América Latina

Os números da operação Blindaje II impressionam: 1.648 veículos apreendidos (avaliados em mais de U$S 24 milhões de dólares), 329 presos e 308 armas apreendidas, em 19 dias, em nove países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Venezuela.

            A ação, realizada no 2° semestre de 2014, foi coordenada pela Interpol e pelo UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime) e o Grupo Tracker – maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país – foi a única empresa brasileira a participar. “Através da nossa estrutura de antenas, espalhadas pelos países vizinhos ao Brasil, rastreamos e recuperamos 60 veículos roubados ou furtados nos últimos anos, escondidos na Argentina, Colômbia, Venezuela, Paraguai e Bolívia”, afirmou o diretor nacional de Operações do Grupo Tracker, Carlos Alberto Betancur Ruiz.

            Um dos resultados mais comemorados foi o desmantelamento de uma organização criminosa que roubava carros de luxo na Espanha e os revendia a preços muito mais baixos do que os valores de tabela no Paraguai. “Os veículos da marca Mercedes vinham para a América do Sul escondidos em containers de navios”que apareciam como importados legalmente  em Assunção, explica o executivo da Tracker.

            Para Carlos Alberto Betancur Ruiz, fazer parte deste seleto grupo que tem como objetivo apreender veículos roubados e armas, além de desarticular organizações criminosas, é o reconhecimento do trabalho sério que o Grupo Tracker já realiza há 15 anos no Brasil. “Trabalhamos com muita seriedade e isenção para devolver aos proprietários os seus bens. Só no ano passado a empresa recuperou mais de quatro mil veículos, entre automóveis, motos e caminhões, em todo o território nacional. E toda a nossa expertise vem ajudando a Interpol no combate a criminalidade na América Latina”, comemora .

            Outras empresas,  espalhadas pela América Latina, também deram suporte à operação Blindaje II, que foi coordenada pelo escritório regional a Interpol em Buenos Aires, com participação ativa de membros da IAATI (Associação Internacional de Investigadores de Roubo de Automóveis) Capítulo Latino-americano e do Caribe. A IAATI é formada por representantes de 35 países e se dedica a desenvolver e incentivar os mais elevados padrões profissionais de conduta na investigação de roubo de automóveis. Carlos Alberto Betancur Ruiz é vice-presidente da IAATI América Latina.

Comentários


Pouco Muito





Captcha Image