Todas as Notícias - Roubo e furto de utilitários crescem 30,36% no último ano e impulsionam índice geral

O índice de roubo e furto de veículos cresceu 8,63% no primeiro trimestre de 2015, comparado com o mesmo período do ano passado, segundo o Grupo Tracker, maior empresa de rastreamento e localização de veículos do Brasil. A alta foi impulsionada pelos segmentos “utilitários”, “veículos leves” e “motos”, que registraram, respectivamente, aumentos de 30,36%, 8,30% e 8,93%. A boa surpresa ficou por conta de “veículos pesados”, com queda de 26,63%.

            Só nos três primeiros meses do ano, o Grupo Tracker registrou uma média de 14,5 ocorrências por dia, um número bem mais alto do que a média de 2014, que foi de 13 eventos diários.

            A alta no segmento “utilitários” foi ainda mais expressiva se comparados os últimos seis meses. Entre janeiro, fevereiro e março de 2015 o Grupo Tracker computou 322 chamados no segmento, contra 226 entre outubro, novembro e dezembro do ano passado. Uma alta de 42,48%. “Hoje os eventos envolvendo utilitários já representam 24,59% do total das ocorrências que atendemos”, constata o diretor Nacional de Operações, Carlos Alberto Betancur Ruiz.

Segundo ele, entre os motivos para a alta estão o aumento da frota de SUV e o fato de que boa parte dos modelos é importada. “Muitos utilitários entraram no parque automotor brasileiro nos últimos dois anos e, passado um tempo, os mesmos tiveram alta procura no mercado de autopeças, que de fato precisam ser importadas e isso incentiva a indústria de desmanches. Paralelamente a isso, nossa empresa entrou em seguradoras onde os critérios de analise de risco, determinaram incluir estes modelos com exigência de rastreador”, acrescenta o executivo.

            Ainda na comparação entre o 4º trimestre de 2014 e o 1º trimestre de 2015, o índice de roubo e furto de “veículos leves” subiu 15,27%, de “veículos pesados” caiu 22,50% e de “motos” também caiu, 4,69%.

            Outro levantamento recente do Grupo Tracker apontou que o maior número de roubos e furtos de veículos no Brasil ocorre às quartas-feiras, com 18,71% dos casos, seguido pelas quintas-feiras, com 17,12%. O sábado aparece com 10,22%, sendo o dia com o menor número de ocorrências. Já em relação ao período (manhã, tarde, noite e madrugada), o levantamento mostra que 31,39% dos casos acontecem à noite, o pior momento do comparativo. O Grupo Tracker analisou aproximadamente 4 mil casos, referentes ao ano de 2014.

O Grupo Tracker utiliza a tecnologia de radiofrequência, imune ao inibidor de sinais (jammer) muito usado pelos criminosos. “O sinal do rastreador não é interrompido pelo jammer e conseguimos fazer a localização com precisão”, conclui Betancur.

Em 14 anos de atividade, o Grupo Tracker já recuperou mais de 33 mil veículos, evitando um prejuízo de cerca de R$ 3 bilhões. A empresa também oferece produtos baseados no GPS/GPRS indicados para monitoramento e gestão de frotas. Todos certificados pela ANATEL, ANAC e CESVI.

O Grupo Tracker é a maior empresa de rastreamento do país, oferecendo produtos para os mercados Segurador, Transporte e Logística, Construção Civil e Agrícola, além de veículos de passeio. Para mais informações www.grupotracker.com.br ou também nas mídias sociais: https://twitter.com/GrupoTracker e https://www.facebook.com/grupotracker.

Comentários


Pouco Muito





Captcha Image