Novidade é aqui mesmo!

Blog da Tracker

Fique por dentro de tudo que acontece no Universo Tracker - notícias, estudos, ocorrências de roubo ou furto, novidades, lançamentos de produtos e muito mais! Chegou o Blog da Tracker!

ilustração caçador tracker
O Caçador Tracker
August 5, 2020

Confira as melhores dicas de cuidados básicos com o carro

cuidados-com-a-manutenção-do-veiculo

Dicas de cuidados com o carro: manutenção, seguro e direção

Ter um carro é uma grande conquista em nossas vidas, afinal todos temos um carro dos sonhos. Para o transporte diário e para o lazer, ter um veículo traz diversos benefícios e facilidades. No entanto, para aproveitar tudo que o carro tem de bom, é preciso cuidar bem dele.

Da contratação de um bom seguro de veículos a revisões e atenção aos hábitos de direção do motorista, muitos detalhes merecem atenção nos cuidados com o carro. Para ajudá-lo nessa tarefa, reunimos as dicas mais importantes para a manutenção do veículo no seu dia-a-dia. 

Para cuidar bem do seu carro, a Tracker recomenda adotar as seguintes práticas:

  • Deixe o carro sempre limpo;
  • Fique atento aos níveis de óleo e água;
  • Faça a calibragem correta dos pneus;
  • Faça as revisões no tempo certo;
  • Realize limpeza periódica do motor;
  • Use peças originais;
  • Dirija com cuidado e atenção;
  • Contrate um seguro que atende suas necessidades;
  • Instale medidas de proteção como alarmes e rastreadores;
  • Respeite as leis de trânsito.

Saiba mais sobre cada uma dessas dicas no artigo. Boa leitura!

Cuidados com a manutenção do veículo

Especialmente para quem acaba de comprar o seu primeiro veículo, realizar a manutenção do carro de maneira correta costuma gerar muitas dúvidas, apesar de ser uma tarefa relativamente simples. O mais importante nesse momento é desenvolver hábitos preventivos que aumentam a vida útil dos componentes do veículo. 

Veja como cuidar da mecânica do carro corretamente.

1. Verificando o óleo e a água

O óleo é responsável por lubrificar e arrefecer as partes móveis do motor, evitando desgaste excessivo e ajudando a controlar a temperatura. Este último é o papel da água, que completa o sistema de arrefecimento do motor.

O ideal é conferir ambos a cada quinze dias, pelo menos. Para isso, deixe o veículo estacionado no plano e nunca verifique o óleo com o motor quente. Recomenda-se que o carro esteja desligado por cerca de 10 minutos antes de fazer a checagem.

Puxe a vareta do óleo, limpe com um papel e volte a colocar. Puxe novamente e certifique-se que o nível esteja entre o mínimo e o máximo indicados. Se estiver muito baixo, acrescente óleo da viscosidade indicada para o veículo no manual do proprietário. A troca do óleo deve ser feita a cada 10 mil quilômetros ou 12 meses, o que vencer primeiro.

No caso do líquido de arrefecimento, que é parte água e parte aditivo, complete com água sempre que baixo e faça a troca completa, com o uso do aditivo para evitar corrosão, a cada 10 mil quilômetros.

2. Limpeza do veículo

A limpeza do carro vai muito além do cuidado com a estética. Obviamente, o acúmulo de sujeira pode danificar a pintura e manchar o veículo, o que não agrada ninguém, mas é importante destacar que limpar o interior do carro evita riscos à saúde do motorista e seus passageiros.

Se possível, o ideal é limpar o carro por fora e por dentro ao menos uma vez ao mês. Isso garante o conforto e evita danos estéticos, que também podem diminuir o valor de revenda do veículo.

3. Calibrar os pneus corretamente

A pressão dos pneus influencia diretamente a dirigibilidade do carro e o seu desempenho. Pneus muito murchos têm maior aderência e aumentam o arraste, ou seja, o carro precisa fazer mais esforço para sair do lugar, causando aumento no consumo de combustível e sobrecarregando o motor.

Pneus muito cheios comprometem a aderência e estabilidade, causando desconforto aos usuários do veículo com muitos solavancos, aumentam a chance de perder o controle da direção e elevam o risco de furos, já que os pneus estão mais duros.

Siga a calibragem indicada no manual do veículo ou na lateral dos pneus. Lembre-se de considerar a carga no veículo. Se estiver carregado, aumente a pressão nos pneus para suportar o peso extra, sempre dentro do limite indicado pelo fabricante.

Não se esqueça de manter o estepe calibrado e em condições de uso o tempo todo.

4. Limpeza do motor

É recomendado que realize a limpeza do motor a cada dois anos, sempre através de um prestador de serviço especializado. Isso evita o desgaste fora do comum, auxilia na identificação de danos ou vazamentos e mantém o bom funcionamento do componente.

5. Revisão do veículo

Especialmente para veículos novos, siga as recomendações da concessionária e realize as revisões dentro dos prazos estipulados no manual do proprietário. O ideal é fazer essa verificação preventiva no veículo de acordo com a quilometragem, sempre em uma mecânica autorizada.

Ter esse cuidado com a revisão do carro auxilia a identificar possíveis falhas mecânicas e trocar componentes desgastados antes que problemas maiores aconteçam e mantendo a performance do veículo.

Para modelos seminovos, também é recomendado uma revisão periódica. O intuito é o mesmo, manter as condições seguras de rodagem para o veículo e evitar prejuízos.

6. Atenção aos filtros

O carro conta com diversos tipos de filtros. Como é de se esperar, eles evitam que partículas entrem no sistema mecânico e causem desgaste das peças. A vida útil desses componentes é indicada no manual do carro e do produto, normalmente são verificados na revisão.

Para veículos com ar-condicionado, é importante verificar o filtro do componente, além dos filtros de ar, óleo e combustível, que cuidam do motor. Isso para proteger a saúde de quem usa o carro.

7. Evite dirigir na reserva

Com o preço do combustível, muitas pessoas preferem usar cada gota de combustível antes de completar o tanque novamente. Outra parcela dos motoristas deixam o nível sempre baixo, colocando R$ 20 de gasolina quando percebem que entrou na reserva de combustível.

No entanto, isso não é recomendado por especialistas. No abastecimento, é possível que partículas de sujeira entrem no tanque. Com o tempo, elas vão acumulando no fundo do tanque de combustível. Quando o carro atinge a reserva, essa sujeira acumulada pode ir para o motor e causar danos consideráveis.

O filtro de combustível tem o papel de evitar que isso aconteça, mas quando sobrecarregado ele perde sua eficiência. Dessa forma, o ideal é encher o tanque e adicionar combustível sempre que atingir a metade da capacidade total.

Além disso, o tanque também deve receber periodicamente uma limpeza para se livrar da sujeira acumulada.

8. Alinhamento e balanceamento

É normal que o desgaste do pneu ocorra de maneira irregular, afinal de contas, as ruas que dirigimos tem muitos desníveis, o peso no carro não é distribuído igualmente entre as quatro rodas, entre outros fatores.

Dessa forma, a cada 10 mil quilômetros ou antes de uma viagem longa, é ideal que se faça o alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus. Além de verificar e ajustar os eixos, fazer a inversão das posições dos pneus ajuda a aumentar a sua vida útil.

Para realizar o rodízio dos pneus corretamente, o vídeo abaixo do canal da Continental Pneus no YouTube tira todas as suas dúvidas, confira:

9. Proteja o veículo do sol

Dê preferência por estacionar o veículo à sombra, principalmente em ocasiões onde ele irá ficar parado por períodos superiores a duas horas. Os raios solares causam danos estéticos na pintura e em peças do acabamento interno, além de causar muito desconforto ao retornar ao veículo.

Quando não houver uma sombra disponível, o recomendado é contar com uma capa de proteção. Existem muitos modelos disponíveis no mercado, específicos para proteção solar.

Hábitos de direção que auxiliam no cuidado com o carro

Além dos cuidados mecânicos, é importante destacar que a maneira como você conduz o carro também pode causar desgastes excessivos e prejuízos facilmente evitáveis. Veja:

Não apoie o pé na embreagem

O conjunto da embreagem funciona através de contato direto e preciso de uma série de peças e engrenagens. Ao manter o pé no pedal o tempo todo ou mesmo pisar no pedal em um desnível, você força o conjunto do câmbio a ficar solto, podendo causar folgas e desgastando a embreagem.

Isso também prejudica o desempenho do carro, já que as marcas ficam desreguladas. Pelo mesmo motivo, também é recomendado que o motorista não fique com a mão apoiada na manopla do câmbio.

Encare lombadas e valetas de frente

Como mencionamos no alinhamento e balanceamento, é normal que o desgaste nas rodas não ocorra por igual entre elas. No entanto, algumas práticas aumentam esse desgaste e acabam por prejudicar a estabilidade e o funcionamento da suspensão e eixos do carro.

Muitos motoristas têm o costume de passar em lombadas e valetas com o veículo na diagonal. Mesmo que a técnica seja válida para evitar o contato da base do carro com o pavimento, ela deve ser reservada para desníveis muito acentuados ou quando o veículo estiver carregado, com o risco iminente desse contato.

Normalmente ele não existe e a única coisa que passar no redutor com o carro entortado provoca é o desgaste ainda mais irregular nos pneus, rodas e suspensão.

Não force o giro

Dirigir com o pé lá embaixo, forçando o conta-giros ao seu limite, é uma imprudência e sobrecarga desnecessária ao motor. Manter a aceleração média, indicada no odômetro para a marcha e velocidade do veículo é o ideal nessas ocasiões.

Dirija com prudência

Ao dirigir de maneira defensiva e previsível, seguindo as leis de trânsito e sinalizando suas ações para pedestres e outros motoristas, você diminui exponencialmente o risco de acidentes. Além de manter a segurança de todos, isso evita muitos prejuízos.

Cuidados com a segurança do veículo

Para finalizar as dicas de cuidados básicos com o carro, é importante abordar as dicas de segurança mais relevantes. Primeiramente, veículos novos e seminovos devem sempre contar com um bom seguro para carros.

O seguro para carros é opcional, claro, mas ele proporciona tranquilidade e suporte quando você mais precisar, como em casos de falha mecânica, acidentes e até mesmo roubos de veículos.

Para acertar na contratação do seguro veicular, as dicas são:

  • Faça a cotação em diversas corretoras;
  • Ajuste a franquia de acordo com o uso do veículo e perfil do motorista;
  • Confira os detalhes da cobertura e contrate apenas o que atende seu uso;
  • Busque saber as coberturas adicionais disponíveis;
  • O essencial para o seguro é o socorro 24h, cobertura para terceiros e proteção contra roubos e furtos.

Já fizemos um artigo com dicas para contratar o seguro do veículo, vale a pena conferir se quiser saber mais.

Por fim, vale a pena investir em adicionais de segurança para o seu carro. Como travas elétricas, alarme e rastreadores, principalmente se o modelo é muito visado, o índice de roubos na sua região for alto ou usar o carro frequentemente em viagens.

Além de valorizar o veículo, garante que não irá sair no prejuízo, caso seja vítima de roubos e furtos.

Gostou das dicas? Acompanhe o blog Tracker e fique por dentro de muitas outras notícias para cuidar bem do seu automóvel e dirigir com total segurança. 


Categoria: