icone  esqueço
Novidade é aqui mesmo!

Blog da Tracker

Fique por dentro de tudo que acontece no Universo Tracker - notícias, estudos, ocorrências de roubo ou furto, novidades, lançamentos de produtos e muito mais! Chegou o Blog da Tracker!

ilustração caçador tracker
O Caçador Tracker
December 15, 2020

Nova Gasolina do Brasil: melhor, mais eficiente e mais cara

nova-gasolina-do-brasil

Nova gasolina no Brasil: maior qualidade para compensar o aumento no preço

Desde agosto de 2020, a gasolina produzida e comercializada no Brasil está diferente. Segundo a Petrobras, a nova gasolina do Brasil irá apresentar uma qualidade elevada, mais próxima do que é encontrado em mercados maiores, como na Europa e Estados Unidos.

O objetivo desse aumento na qualidade é obter uma melhora específica na octanagem e densidade do combustível, que além de ser mais eficiente, deve promover a proteção da mecânica do automóvel e aumentar a vida útil dos motores.

A nova gasolina brasileira irá atender as especificações contidas na Resolução 807/20, publicada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Em vigor desde agosto, o prazo para que distribuidores e revendedores se adequem era de 60 e 90 dias, respectivamente.

No momento, todos os postos de combustíveis já precisam seguir as novas regras. Entenda o que mudou na prática, como isso afeta a vida dos proprietários de veículos e qual a justificativa da vez para o aumento do preço da gasolina, o que ao menos dessa vez parece ter vantagens para o consumidor final e para as empresas de logística.

Principais mudanças da nova gasolina do Brasil

As leis de trânsito e normas vigentes sempre mudam, idealmente trazendo melhorias e oferecendo maior proteção aos motoristas. As novas especificações da gasolina comercializada no Brasil, seja ela produzida nas refinarias do país ou importadas, deverão atender um padrão mais rígido. 

Ao observar a qualidade do combustível que era oferecido, foi constatado que a octanagem da gasolina brasileira estava abaixo dos padrões internacionais.

Essa defasagem seria responsável por provocar uma série de problemas, além de consumir mais combustível e consequentemente gerar mais poluentes, a baixa octanagem estaria ligada a um desgaste maior dos pistões, causando danos graves à mecânica do carro.

A constatação desses danos foi observada através de informações passadas pelas montadoras e donos de veículos, que apontavam pela detonação, uma avaria que pode provocar a quebra dos pistões.

Dessa forma, duas mudanças foram implementadas nas especificações exigidas para a nova gasolina do Brasil, sendo elas:

  • Aumento da massa específica mínima: a densidade ou massa específica da gasolina comum deve apresentar o valor mínimo de 715 kg/m³;
  • Octanagem mínima: a octanagem mínima para a nova gasolina comum deve ser de 92 octanas, seguindo o sistema RON (Research Octane Number ou método de pesquisa).

O padrão RON é utilizado na Europa, de acordo com ele, a octanagem era muito baixa na gasolina brasileira, provocando os danos mencionados anteriormente, como consumo exagerado e danos frequentes ao motor.

Você sabe o que é octanagem da gasolina e como ela se apresenta em cada tipo de combustível? Veja o vídeo abaixo, da Petrobras, que responde todas essas perguntas:

Quais os benefícios da nova gasolina brasileira?

Os veículos modernos, principalmente com novos sistemas de injeção de combustíveis, devem ser os principais beneficiários dessas mudanças, onde é esperado uma redução no consumo entre 3% e 6%.

A ideia é que o funcionamento do motor fique mais próximo do que as montadoras projetam, já que elas consideram condições ideais de uso e a nova gasolina do Brasil está mais próxima desse cenário.

Também é esperado que o aumento na densidade do combustível e da octanagem resultem em uma melhor potência e resposta dos motores, principalmente para carros novos com muitas vendas e que apresentam uma taxa de compressão mais elevada.

Por fim, ressaltamos a melhora na durabilidade do motor, evitando a chamada “batida de pino” que ocorre principalmente pela baixa octanagem e densidade do combustível. Anteriormente, a gasolina contava com um valor mais baixo por padrão, que ficava ainda mais grave no caso de combustíveis adulterados.

Com a nova regra, os postos de gasolina devem contar com medidor de densidade para testar se o valor mínimo de massa específica está sendo respeitado. Caso seja constatado valores adulterados ou o estabelecimento se recuse a efetuar o teste, ele pode ser denunciado à ANP, através do telefone 0800-970-0267.

Dúvidas frequentes sobre a nova gasolina do Brasil

Agora que você já sabe o que mudou e o que se espera com as novas especificações para a gasolina brasileira, vamos tirar algumas dúvidas que têm surgido sobre o tema, com o intuito de aumentar o conhecimento do consumidor sobre o combustível do carro.

O que muda para gasolina aditivada e premium?

Gasolina aditivada nada mais é que a gasolina comum com aditivos detergentes e dispersantes, que melhoram o aproveitamento do combustível por diminuir processos de oxidação, limpar o sistema de alimentação e impedir a carbonização.

Dessa forma, a mudança da nova gasolina no Brasil é a mesma para a versão aditivada, somando o aumento na qualidade aos benefícios dos aditivos.

Já a gasolina premium tem sua alta octanagem como principal característica, estabelecida em 97 octanas RON. Além disso, o percentual de etanol anidro presente na sua mistura é 2% menor que na gasolina comum, representando 25% da composição.

Vale lembrar que a gasolina premium só apresenta um real benefício para motores de alta performance, projetados para aproveitar o ganho de potência oferecido pela sua octanagem.

Será mais difícil adulterar a gasolina?

A fiscalização promete ser mais atenta ao funcionamento dos postos de combustíveis, mas não é segredo que ela costuma ser falha, portanto, adulterar a nova gasolina do Brasil ainda pode ocorrer. No entanto, pode não ser economicamente viável, já que os solventes utilizados para a prática deverão atingir o valor da densidade mínima.

Então, de certa forma, pode ser mais difícil adulterar a gasolina. No entanto, a prática criminosa ainda pode ocorrer, infelizmente.

Quanto a nova gasolina brasileira ficará mais cara? A mudança irá compensar?

A projeção inicial é que o aumento médio no preço da nova gasolina do Brasil chegue a 1,5%, algo em torno de R$ 0,06, de acordo com o governo. Entretanto, é possível que não haja aumento algum em certos Estados, como é o caso de São Paulo, ao menos não que esteja ligado às novas especificações vigentes.

De acordo com a expectativa de aumento no rendimento em 6%, é certo que a mudança deve compensar. Conforme apontado nos benefícios da nova gasolina brasileira, ela se torna mais eficiente, entrega mais potência e evita danos no motor, ao menos no papel.

Combustível de qualidade é essencial para cuidar do carro

A alteração no padrão de qualidade da nova gasolina do Brasil é muito bem-vinda para que os veículos nacionais tenham melhor performance e maior vida útil. Porém, a recomendação de ficar atento ao local onde você abastece o carro segue a mesma.

Certos postos, com ou sem bandeira, tem uma abordagem mais transparente quanto aos certificados de qualidade do combustível revendido, sendo uma boa forma de escolher o ideal. Além disso, fique atento aos sinais que o seu carro apresenta após abastecer em um determinado lugar.

Não se esqueça de aliar a preferência por postos de gasolina confiáveis aos cuidados básicos com o carro, como revisões e manutenções frequentes, direção defensiva e uma postura consciente ao dirigir, tudo isso contribui para que o seu carro se mantenha com uma ótima performance.

Soluções para o seu carro

A nova gasolina do Brasil chega como uma solução para equiparar a qualidade do combustível distribuído no país ao que é encontrado lá fora e ao que é esperado pelas montadoras e pelos próprios motoristas, mesmo que isso venha com um pequeno aumento no preço, já que o rendimento compensa.

Identificar uma necessidade e atendê-la de forma personalizada é a maneira mais inteligente de superar os desafios. É isso que a Tracker propõe, com soluções feitas sob medida para o monitoramento e rastreamento de frotas e cargas, como:

  • Tracker LOG: solução contra roubos e furtos, com sistema inteligente de gerenciamento logístico para veículos;
  • Tracker LBS: sistema completo e inteligente de rastreamento veicular para garantir a sua segurança e controle;
  • Tracker LBS Max: serviço ideal para garantir a segurança para caminhões e veículos pesados;
  • Tracker LBS Carga: desenvolvido especialmente para rastreamento e monitoramento de cargas.

Veja qual solução Tracker é perfeita para você! 

Entre em contato agora com nossa equipe de especialistas e encontre o melhor rastreador veicular do mercado, você merece a máxima qualidade. 


Categoria: