Novidade é aqui mesmo!

Blog da Tracker

Fique por dentro de tudo que acontece no Universo Tracker - notícias, estudos, ocorrências de roubo ou furto, novidades, lançamentos de produtos e muito mais! Chegou o Blog da Tracker!

ilustração caçador tracker
O Caçador Tracker
August 26, 2020

Conheça os diferentes tipos de transporte de cargas no país

tipos-de-transporte-de-cargas

Conheça os principais tipos de transporte de cargas no Brasil

O transporte rodoviário de cargas ainda é o modal mais utilizado no Brasil, com cerca de 65% de participação na logística do país. Enquanto o transporte aquaviário e ferroviário foram recebendo menos suporte com o passar do tempo, as rodovias tiveram prioridade.

A pandemia da Covid-19 causou um grande impacto no setor, com queda na demanda por transporte de carga em 42,5% nos meses de maio e abril de 2020. Aos poucos o setor demonstra sinais de melhora, impulsionados principalmente pelas demandas por cargas fracionadas.

Com a necessidade de inovar a logística para manter o faturamento, a transportadora ou mesmo o caminhoneiro autônomo deve conhecer os diferentes tipos de transporte terrestre de carga, para identificar as áreas mais promissoras e garantir o seu sustento.

Pensando nisso, o blog Tracker reuniu os principais tipos de transporte de carga nas rodovias brasileiras, além de siglas importantes para identificar quem atua na área. Esperamos ajudar os profissionais do ramo a variar suas cargas e aumentar seu rendimento. Boa leitura.

Tipos de transportador: ETC, TAC e CTC 

Antes de abordar o tema principal, que são os diferentes tipos de transporte de carga, é importante falarmos sobre os tipos de transportadores que atuam no setor. São muitas as siglas comuns no transporte rodoviário, veja as principais:

ETC - Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas

Sigla usada para identificar as empresas de transporte e logística terrestre no Brasil, normalmente conta com frota e motoristas contratados, mas também pode terceirizar o frete.

TAC - Transportador Autônomo de Cargas

Trata-se do motorista autônomo que presta serviços de transporte, mas não tem vínculo com uma ETC. É comum que o TAC possua veículo próprio, como caminhão ou van, mas também pode ser contratado para dirigir veículos de terceiros.

Para entender as regras para ser TAC, veja o vídeo do canal Advogado de Sucesso, sobre a Lei 11.422/07, que regulamenta a atividade:


CTC - Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas

A CTC é um modelo de cooperativa que visa organizar e profissionalizar a atuação do pequeno e médio transportador, seja ETC ou TAC, para garantir suporte a sua operação.

Tipos de transporte rodoviário de cargas

São muitos os tipos de carga transportadas nas rodovias brasileiras, cada uma com suas particularidades e normas. Conhecer as principais modalidades no transporte terrestre de mercadorias é importante para saber se o seu veículo pode ser utilizado em cada uma delas.

Além disso, transporte de cargas específicas, como cargas perigosas, é preciso seguir outros requisitos quanto a habilitação do condutor.

Veja a seguir os principais tipos de transporte de cargas nas rodovias do Brasil:

Cargas secas

O transporte rodoviário de cargas secas consiste no frete de produtos industrializados não-perecíveis. É o tipo de carga mais simples, não requer condições especiais de acomodação como baú refrigerado e pode ser feito sob qualquer condição climática sem dano a carga.

Feito principalmente em caminhão baú, o transporte de cargas secas inclui produtos como materiais de construção, alimentos não-perecíveis, móveis e outros, normalmente organizados em fardos, caixas ou sacos, que facilitam a organização durante a viagem e também a manipulação do produto na entrega.

Cargas frigoríficas

O transporte de cargas frigoríficas pode se referir a produtos perecíveis ou congelados

Produtos perecíveis precisam de planejamento especial e cumprimento no prazo de transporte, devido ao risco de perda da carga que estragar com o tempo. A categoria inclui itens como frutas, verduras e legumes.

O transporte de produtos perecíveis costuma ser feito em distâncias menores devido a vida útil da carga. Pode ser necessário condições especiais de controle de temperatura no baú e a manipulação da carga deve seguir cuidados especiais de higiene, ainda mais relevantes no cenário da pandemia.

Produtos perecíveis congelados precisam de resfriamento intenso para sua conservação. Trata-se de produtos como carne e alimentos congelados. O modelo de baú frigorífico com temperaturas entre -15ºC e -20ºC é o mais indicado.

Cargas graneleiras ou à granel

Frequentes principalmente em virtude do agronegócio, em regiões próximas a fazendas e plantas de processamento, o transporte de cargas graneleiras pode se referir a dois tipos principais.

O primeiro é o granel líquido, quando a carga é transportada em caminhão-tanque. A higienização do tanque deve ser feita periodicamente para garantir a qualidade da carga. Entre os líquidos mais comuns, água, sucos e leite se destacam. Em casos como o leite e sucos, o tanque requer refrigeração.

Por fim, o granel sólido se refere a matérias-primas e insumos fundamentais, como soja, arroz e outros grãos. Podem ser levados em caminhões de carroceria aberta, mas a carga também pode ser acomodada em pallets ou contêineres.

Cargas vivas

O transporte de cargas vivas mais comum é quando os animais são levados das fazendas para abatedouros. O transportador deve se atentar a diversos detalhes para garantir a segurança dos animais e causar o menor nível de estresse possível.

A carroceria deve ser fechada mas precisa conter saídas de ventilação para garantir o bem-estar dos animais transportados, normalmente bovinos, suínos e aves. Vale destacar que a fiscalização nesse formato é alta, para que a carga não sofra durante o transporte.

Carga veicular

O transporte de veículos entre as montadoras e concessionárias requer atenção especial a certos detalhes para garantir a segurança da carga, do transportador e de outros motoristas. Feita principalmente por caminhões-cegonha e guinchos.

É muito importante tomar cuidado extra para garantir que os veículos na carga fiquem bem presos durante todo o trajeto, para que não ocorram acidentes ao se desprender ou mesmo alterar a distribuição de peso do caminhão.

Cargas especiais de grande porte

Com um transporte extremamente complexo, cargas excepcionais e indivisíveis de grande porte são compostas por produtos de peso e dimensões excessivas. Requerem medidas adicionais de segurança e manuseio.

Produtos como máquinas pesadas, reservatórios e equipamentos industriais são os mais comuns. Além de demandar um caminhão mais forte para suportar e levar o seu peso, é importante que o transporte seja acompanhado de batedores para sinalização e segurança.

Cargas perigosas

Cargas perigosas são compostas por materiais que oferecem risco à saúde, ao ambiente ou mesmo a integridade física do caminhoneiro e motoristas ao redor. Trata-se de materiais explosivos, inflamáveis, tóxicos ou mesmo radioativos.

Conforme mencionamos anteriormente, o transporte de cargas perigosas demanda que o caminhoneiro cumpra requisitos adicionais, como habilitação nas categorias B, C, D ou E, mais de 21 anos de idade, certificado de conclusão do curso de Transporte de Produtos Perigosos (TPP), seguro obrigatório, certificado de inspeção para transporte de produtos perigosos a granel (CIPP) e documentação adicional para a carga.

Segurança da carga e do motorista

Além de conhecer os diferentes tipos de cargas para transporte rodoviário, é importante que o transportador, seja a ETC ou TAC, esteja com a documentação em dia e faça uso dos equipamentos de proteção individual e para a carga.

Por fim, é importante destacar que o transporte de cargas ainda é muito visado por criminosos. No planejamento de rotas é necessário avaliar o risco de acordo com a região e a carga. Para proteger o motorista, veículo e a carga, é altamente recomendado o uso de rastreadores, como o sistema oferecido pela Tracker, que disponibiliza funcionalidades ideais para a gestão e controle da frota, como:

  • Painel de acompanhamento exclusivo;
  • Monitoramento de posição do veículo;
  • Backup em caso de interrupção do sinal;
  • Personalização de alertas e notificações;
  • Criação de cercas digitais;
  • Monitoramento de sistema de ignição.

Proteja-se contra possíveis transtornos ou mesmo furtos. Clique aqui e contrate agora online! 

Dirija sempre com atenção e faça uma viagem com total segurança. Para mais dicas e notícias do transporte rodoviário, acompanhe nosso blog!


Categoria: