Novidade é aqui mesmo!

Blog da Tracker

Fique por dentro de tudo que acontece no Universo Tracker - notícias, estudos, ocorrências de roubo ou furto, novidades, lançamentos de produtos e muito mais! Chegou o Blog da Tracker!

ilustração caçador tracker
O Caçador Tracker
July 29, 2020

Monitoramento de cargas: como fazer? Principais tecnologias

monitoramento de cargas

Monitoramento de cargas: tudo o que você precisa saber

Imagem: Unsplash

O rastreamento e monitoramento de cargas são feitos com o auxílio de múltiplas tecnologias que permitem localizar e acompanhar o transporte de cargas em tempo real. Isso possibilita que as empresas trabalhem com mais segurança, eficiência e mais controle de seus veículos, bens e produtos em trânsito. 

Como cada empresa pode operar a partir de seu próprio modelo de gestão, com diferentes ferramentas e programas de controle logístico, a escolha do tipo de sistema de rastreamento, monitoramento de cargas, ou ambos, vai depender das particularidades de cada negócio, suas necessidades operacionais e também dos tipos de riscos que seus motoristas, veículos e cargas estão expostos durante os trajetos.

A importância de fazer monitoramento de cargas no Brasil

O Brasil já chegou a ser considerado o sexto país mais perigoso no ranking mundial de roubos de cargas de acordo com o Join Cargo Committee do Reino Unido, junto com países que vivenciaram zonas de guerra. No entanto, um levantamento do Statista que reuniu dados entre 2007 e 2018 demonstra uma pequena diminuição dessas ocorrências no país. 

Mesmo assim, a ação dos ladrões impacta severamente a receita do setor de transportes, principalmente nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, que lideram as ocorrências de roubos de carga no Brasil. A NTC&Logística calcula que os prejuízos causados pelo roubos de carga (e seus respectivos veículos transportadores) chegaram a R$ 2 bilhões apenas durante 2018

As quadrilhas especializadas em roubo de cargas atuam de acordo com alvos que julgam mais valiosos no mercado ilegal. O Panorama Nacional de Roubo de Cargas 2018, também elaborado pela NTC&Logística, identificou as mercadorias mais visadas pelos ladrões:

  • equipamentos eletrônicos
  • alimentos
  • bebidas
  • cigarros
  • medicamentos
  • produtos químicos
  • produtos agrícolas
  • produtos têxteis
  • itens de higiene e limpeza
  • combustíveis
  • peças automotivas.

Considerando que o transporte rodoviário de cargas representa o maior modal logístico do Brasil e que a as condições de conservação e de segurança das estradas estão longe do ideal, o monitoramento de cargas é extremamente importante para controlar operações, evitar prejuízos e minimizar atrasos e insatisfações aos clientes finais.

Monitoramento de cargas e rastreamento: quais as diferenças? 

Antes de conhecer como funciona o monitoramento e rastreamento de cargas, é importante compreender as diferenças entre os conceitos dessas operações.

Um sistema de rastreamento tem como objetivo localizar geograficamente um veículo, esteja ele parado, em trajeto, acompanhando seu deslocamento em tempo real.  Esse tipo de tecnologia é amplamente utilizado para segurança automotiva e se tornou um importante aliado para a vigilância, localização e recuperação de carros, motos, caminhões e outros veículos furtados ou roubados. Aqui explicamos tudo sobre como funciona um rastreador veicular

Já um sistema de monitoramento de cargas oferece uma análise completa de dados do veículo e da carga durante seu trajeto e paradas. Para isso, é necessário que seja feita a instalação de sensores específicos. Eles transmitem diferentes tipos de informações para o acompanhamento de dados sobre o deslocamento, trajeto, rotas, autonomia e desempenho do veículo e até temperatura e outras condições da carga.

O rastreamento e o monitoramento podem ser utilizados simultaneamente para oferecer mais segurança e mais controle das cargas em rota. A combinação dessas tecnologias também é fundamental para fornecer indicadores importantes para administrar os custos das operações,  decisões estratégicas e gerenciar riscos logísticos.

Neste vídeo a seguir é possível saber mais sobre os principais aspectos da rotina da gestão de frotas:
https://www.youtube.com/watch?v=6Eq7Tt8sz9M

É por isso que a Tracker desenvolveu soluções personalizadas para diferentes necessidades de monitoramento e rastreamento, sempre considerando o que nossos clientes precisam para máxima proteção e efetividade das suas operações logísticas. 

As 6 principais tecnologias para controle de operações de carga

A gestão de transporte é muito beneficiada com sistemas de monitoramento de cargas.  Veja como funcionam as principais opções tecnológicas disponíveis hoje para empresas.

1. GPS

Instalado no veículo transportador, o dispositivo GPS (Global Position System) permite que um sistema de satélites localize seu posicionamento em tempo real. Dessa forma, as coordenadas captadas pelos satélites são transmitidas a uma central de operações e fornecem dados muito precisos sobre o deslocamento do veículo (e consequentemente da carga). 

A partir dessas informações, gestores logísticos podem acompanhar estatísticas sobre o percurso, velocidade de deslocamento, distâncias percorridas ou mesmo ocorrências como tempo de paradas, desvios de rotas ou outras situações que fujam da normalidade da rotina de transporte de cargas.

2. GPRS

Os dispositivos GPRS (General Packet Radio Services) funciona de maneira muito similar aos GPS, porém o rastreamento do veículo e da carga são feitos através das ondas que são transmitidas pelas antenas de telefonia instaladas nas cidades.

3. Radiofrequência

O monitoramento de cargas por radiofrequência ocorre por ondas de rádio em frequência exclusiva e consegue localizar veículo e carga mesmo em túneis ou galpões subterrâneos. Uma de suas grandes vantagens é o antijammer, tecnologia que mantém o dispositivo de radiofrequência fora do alcance de sistemas de inibidores de sinais usados por ladrões para desativar o rastreamento do veículo.

A radiofrequência também permite um monitoramento mais apurado da carga até mesmo dentro das empresas graças às etiquetas RFIDs. Esses pequenos chips respondem aos sinais de rádio e possibilitam sua localização e gerenciamento logístico, principalmente nas cargas de alto valor agregado.

4. Telemetria

Telemetria é o nome do sistema de monitoramento de cargas que funciona através de sensores específicos instalados em um caminhão transportador. Esse conjunto de sensores coleta e transmite dados sobre o trajeto, desempenho do motorista e também sobre as condições do veículo durante sua operação.

Dependendo das necessidades de cada frota e do rigor do monitoramento veicular, a telemetria possibilita:

  • Verificação dos trajetos, períodos de atividade e inatividade do veículo;
  • Relatórios de desempenho dos motoristas;
  • Acompanhamento de indicadores autonomia de combustível e uso dos freios;
  • Controle de velocidade. 

Esses dados geram indicadores importantes na gestão da frota, seja para diminuir custos operacionais ou para traçar estratégias de segurança e melhoria no desempenho de condutores e veículos. 

5. Iscas 

As iscas eletrônicas são pequenos dispositivos que podem ser rastreados por radiofrequência ou GPRS. Sua função é fornecer a localização exata da carga mesmo que esta já esteja fora de um caminhão rastreável.

Para isso uma isca é colocada em alguma parte aleatória do carregamento e emite um sinal e age como um reforço para a segurança carga. Sua tecnologia permite que os objetos, materiais ou bens sejam localizados em caso de roubos, furtos ou desvios de rota. 

Há diferentes modelos de iscas de cargas disponíveis no mercado:

  • As descartáveis funcionam com bateria suficientes para algumas horas e autonomia para uma única viagem;
  • As retornáveis podem ser recarregadas utilizadas novamente em novas cargas e viagens. 

A maioria das iscas são imunes a ação dos bloqueadores de sinal (antijammer) e estão integradas a um sistema de monitoramento de cargas que acompanha todo seu trajeto.

6. Câmeras 

As câmeras de vigilância instaladas na cabine também atuam como uma ferramenta de monitoramento do veículo e do motorista. Em alguns países, o equipamento é obrigatório para veículos corporativos e transportadores, pois podem fornecer dados periciais em caso de incidentes e acidentes. 

Dúvidas para começar o monitoramento de cargas? A Tracker te ajuda!

Agora que você já conhece as possibilidades e ferramentas para acompanhar e rastrear cargas e melhorar a gestão logística de sua empresa e evitar prejuízos, furtos e roubos, conte com a Tracker!

Nossas soluções de rastreamento e monitoramento para empresas estão presentes em nove países da Europa e América Latina e atuamos no Brasil desde 2000. Só por aqui, já ajudamos a recuperar mais de R$ 4,4 bilhões em patrimônios.

Não deixe de acompanhar nosso blog. Ele está repleto de novidades e dicas de segurança!


Categoria: